Lidando com o fim das férias

fim das férias

Existe uma situação pouco comentada que ocorre após o período de férias, mas que atinge muitas pessoas. Ela é o surgimento de sentimentos negativos, tais como tristeza, cansaço, um desânimo generalizado em voltar a trabalhar ou estudar e, acima de tudo, muita ansiedade. 

Algumas vezes, essa situação é apenas a continuidade de um sofrimento anterior associado à falta de estímulo dentro das atividades as quais devem ser desempenhadas no dia a dia. Desse modo, a volta à rotina normal tem um peso negativo muito maior do que apenas o fim da possibilidade de descanso, podendo, até mesmo, estar associada à depressão.

No entanto, na maior parte dos casos, esses sentimentos, principalmente o de ansiedade, são apenas fruto de uma repulsa natural da mente humana a mudar a situação em que se encontra, ainda mais se tal situação for prazerosa, como é no caso de férias. Assim, isso só pode ser considerado de fato um problema maior se os sintomas persistirem por mais de duas semanas após a volta.

Nesse contexto, sabendo que tal situação é normal, para ajudá-los a passar por ela, irei oferecer algumas dicas para aliviá-la:

A primeira delas é ir voltando a desempenhar suas atividades pouco a pouco, use o final do seu período de férias para já religar o despertador e se acostumar com um horário rotineiro de acordar, além disso, esboce tarefas que você irá desempenhar obrigatoriamente, de preferência que sejam próximas as da sua realidade de trabalho. Logo, quando você voltar às atividades regulares, não será um grande choque.

A segunda é tentar introduzir algo novo no seu dia-a-dia logo após a volta ao trabalho, alguma coisa que seja prazerosa para você. Por exemplo, gosta de atividades físicas? Vá fazer uma caminhada, ou comece uma academia, ou aula de dança. Sua preferência é o mundo das artes? Crie um dia da semana para se dedicar a assistir um filme novo. Quer desenvolver mais seu autoconhecimento? Escolha um horário fixo para meditar. Tem algum interesse espiritual? Comece a frequentar alguma instituição do gênero. Não importa o que você escolha, apenas busque algo que seja agradável para você.

A terceira é planejar melhor seus fins de semana. Se você usar os fins de semana como pequenas férias, todas as semanas, a volta ao trabalho não será tão desgastante, porque você já terá em mente o quanto vai se divertir e descansar aos sábados e domingos. Planeje sair com amigos, fazer pequenas viagens, conhecer novos lugares dentro da sua própria cidade, seja criativo!

No mais, se mesmo após seguir as dicas, caso os sentimentos negativos não desapareçam, talvez o melhor a fazer seja buscar uma ajuda profissional para descobrir o que realmente está causando esse desconforto. Nós aqui da OrienteMe estamos sempre a disposição para atendê-los com muita dedicação e carinho!

Texto escrito por: Michelle Stephane Martins, psicóloga OrienteMe

Deseja falar com uma psicóloga? Na OrienteMe, é possível falar com especialistas todos os dias, por meio do smartphone ou computador, de forma anônima, sem ter que marcar horário. Gostaria de ser atendido/a pela Michelle? Clique aqui e em seguida no botão “Atenda Comigo”.

Gostou do artigo, compartilhe com a rede!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Você também pode gostar

ORIENTEME NA SUA EMPRESA!

Deseja mapear a saúde emocional da sua empresa, oferecer atendimento psicológico aos colaboradores e acompanhar a evolução da saúde emocional das equipes? Solicite um orçamento no botão abaixo e entraremos em contato o quanto antes.

Deseja solicitar um orçamento para sua empresa?

ORIENTEME PARA VOCÊ!

Deseja falar com seu psicólogo por mensagens e videochamadas, quando e onde quiser?

Conheça mais os nossos planos!

INDIQUE A ORIENTEME PARA SUA EMPRESA!