Agorafobia e outros desafios de saúde mental que as empresas devem aprender a lidar

agorafobia no trabalho

É inegável que atualmente a saúde emocional está diretamente ligada à qualidade de vida no trabalho. Tanto que, completando mais de um ano da maior pandemia da história moderna, a busca por soluções que ajudem a amenizar as causas de transtornos mentais no trabalho aumentaram consideravelmente. 

Entretanto, se antes os profissionais precisavam lidar com a adaptação ao home office e as inseguranças causadas pelo isolamento social, atualmente, muitos colaboradores começaram a pensar na volta para o escritório e em um outro tipo de insegurança: a de ter que voltar a ter contato com as ruas, o transporte público e as pessoas em geral. Não é à toa que, segundo dados do Google Trends, o termo agorafobia teve um aumento de buscas em 2021. 

O que é agorafobia?

A agorafobia é um distúrbio de ansiedade que pode surgir após crises de pânico. Ele está ligado ao medo de andar nas ruas, dificuldade de sair sozinho de casa, dificuldade de ir a certos lugares como mercados ou cinema ou qualquer outro lugar que tenha uma aglomeração. 

O fato de grande parte das pessoas terem passado mais de um ano sem contato com outras ou evitando grandes aglomerações, fez com que o número de casos de crises de ansiedades causadas pela agorafobia subissem e a iminência de um retorno ao trabalho presencial, despertar-se nos RHs um olhar para essa questão  mais cuidadoso  e atencioso .

Como ajudar os colaboradores na volta para o trabalho presencial?

Dentre as principais mudanças que a pandemia trouxe para o mercado de trabalho, a que mais impactou as pessoas foi a adoção do modelo 100% home office, contudo, em 2021, o grande debate  dentro das empresas está sendo a sua preparação para um novo modelo de trabalho, com foco em como administrar a insegurança com a volta para o escritório. 

Oferecer apoio psicológico é uma das alternativas mais eficientes para promover uma volta tranquila, criar um ambiente de trabalho saudável, amistoso e ajudar o time a se restabelecer emocionalmente para a volta ao ambiente corporativo tradicional. 

O benefício também pode incentivar o diálogo e mostrar que a vulnerabilidade, a ansiedade e o medo não são sinais de fraqueza, principalmente em momentos como este, em que as preocupações com a flexibilização do isolamento social podem surgir. 

Somado à oferta de um psicólogo online, a empresa também deve investir em iniciativas que busquem promover um diálogo aberto para que os profissionais possam opinar e se sintam confortáveis para expor os seus medos e inseguranças por conta do retorno ao escritório. Escutar o que o colaborador tem a dizer é uma das principais formas de ajudá-los a ter controle emocional, com mais equilíbrio entre o trabalho e a saúde mental e conquistar assim uma melhor qualidade de vida.

volta-ao-trabalho-saude-mental

Gostou do artigo, compartilhe com a rede!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Você também pode gostar

ORIENTEME NA SUA EMPRESA!

Deseja mapear a saúde emocional da sua empresa, oferecer atendimento psicológico aos colaboradores e acompanhar a evolução da saúde emocional das equipes? Solicite um orçamento no botão abaixo e entraremos em contato o quanto antes.

Deseja solicitar um orçamento para sua empresa?

ORIENTEME PARA VOCÊ!

Deseja falar com seu psicólogo por mensagens e videochamadas, quando e onde quiser?

Conheça mais os nossos planos!

INDIQUE A ORIENTEME PARA SUA EMPRESA!