Orienteme Saúde Ocupacional e Bem Estar corporativo

Desempenho e produtividade dos colaboradores

Descubra como transformar o
bem-estar da sua empresa

Os indicadores de desempenho e produtividade ajudam a ter noção clara sobre a performance da sua equipe, podendo pautar a estruturação de planos de treinamento e outras ações de desenvolvimento.

Taxa de rotatividade (turnover) de funcionários:

Mede a frequência com que os funcionários estão deixando a empresa. É considerado um indicador de desempenho e produtividade, pois pode indicar se os funcionários estão satisfeitos com o trabalho e se estão sendo motivados a permanecer na empresa.

Como calcular: é preciso somar o número de admissões e desligamentos, dividi-los por 2 e depois o resultado deve ser dividido pelo número total de funcionários da organização em determinado período (como o mês).

A fórmula é: 

Rotatividade = número de admitidos + número de desligados / 2 / número total de funcionários no início do período x 100

O exemplo é:

Rotatividade = 20 + 5 / 2 / 80 x 100 = 28,1%

Uma boa taxa de rotatividade nas organizações fica entre 5% e 10% ao ano.

Tempo médio de contratação

Mede o tempo que leva para contratar um novo funcionário. Isso pode ser um indicador de desempenho e produtividade, pois quanto menor o tempo de contratação, maior será a capacidade da empresa de preencher rapidamente vagas e manter sua força de trabalho.

Como calcular: é só somar o tempo gasto em todas as contratações e dividir esse resultado pelo número de profissionais contratados.

A fórmula é:

Tempo médio de contratação = tempo gasto em todas as contratações / número de profissionais contratados

O exemplo é:

Tempo médio de contratação = 30 (horas) / 20 = 1,5 horas

Custo total de mão de obra

Mede o custo total de ter funcionários, incluindo salários, benefícios e outras despesas. Isso pode ser um indicador de desempenho e produtividade, pois quanto menor o custo total, maior será a rentabilidade da empresa.

Como calcular: é preciso somar os custos anuais tidos com aquela os colaboradores, como salário, benefícios, treinamentos, afastamentos, entre outros, e dividir pelo número de horas trabalhadas por ano.

A fórmula é:

Custo total de mão de obra = custos totais no ano / horas trabalhadas

O exemplo é:

Custo total de mão de obra = 150.000 / 31.200 = média de 4,800 por pessoa por ano

Nível de satisfação dos funcionários

Mede o nível de satisfação dos funcionários com o seu trabalho e a empresa. Isso pode ser um indicador de desempenho e produtividade, pois quanto maior o nível de satisfação, maior será a motivação e o comprometimento dos funcionários com o trabalho e a empresa.

Como calcular: em geral, é preciso observar diversos fatores para determinar o nível de satisfação geral dos funcionários. Alguns deles são produtividade, engajamento e até frequência de afastamentos e doenças ocupacionais. Uma maneira de fazer isso de maneira assertiva é a partir de uma pesquisa de clima organizacional.

Taxa de absenteísmo

Mede o número de dias em que os funcionários faltam ao trabalho. Isso pode ser um indicador de desempenho e produtividade, pois quanto menor a taxa de absenteísmo, maior será a disponibilidade dos funcionários para realizar o trabalho.

Como calcular: Para calcular a taxa de absenteísmo, é preciso dividir a quantidade de horas média de dias úteis que deveriam ter sido trabalhados pelos dias úteis totais. Para obter a porcentagem, no final divide-se o resultado por 100.

A fórmula é: 

Taxa de absenteísmo = (quantidade de colaboradores x total de dias úteis perdidos) / (quantidade de colaboradores x total de dias úteis) x 100

O exemplo é:

Taxa de absenteísmo = (40 x 10) / (40 x 20) x 100 = 50%

Taxa de retenção

Essa métrica avalia quantos funcionários permanecem na empresa durante um determinado período de tempo. É uma métrica útil para entender se, além de atrair talentos, a empresa consegue mantê-los. Isso ajuda a rastrear se existem muitos gastos com admissões, demissões e treinamentos. Também é possível entender se a organização é um bom lugar para trabalhar, e mais.

Como calcular: para chegar a este resultado, você precisa dividir o número atual de funcionários pela quantidade de colaboradores do início do período, e multiplicar por 100.

A fórmula é: 

Taxa de retenção = número atual de colaboradores / quantidade de colaboradores em determinado período x 100

O exemplo é:

Taxa de retenção =  200/195 = 102%