Como montar um programa de qualidade de vida no trabalho?

programa de qualidade de vida no trabalho

O programa de qualidade de vida no trabalho é uma iniciativa que muitas empresas vêm adotando. O principal motivo dessa tendência se deve aos diversos benefícios proporcionados tanto aos colaboradores quanto à organização: melhor produtividade, maior satisfação com o ambiente e mais motivação para realizar as tarefas.

Diante do cenário positivo que essa medida é capaz de proporcionar, reunimos todos os detalhes mais relevantes do assunto neste texto! Inclusive, apresentamos 6 passos para montar um programa de qualidade de vida no trabalho:

  • avaliação da realidade atual;
  • definição de objetivos;
  • desenvolvimento do plano de ação;
  • implementação do programa;
  • acompanhamento dos resultados.

Boa leitura!

O que é um programa de qualidade de vida no trabalho (QVT)?

O programa de qualidade de vida no trabalho (QVT) é um conjunto de ações voltadas à promoção de hábitos saudáveis entre os colaboradores. Assim, é possível construir um ambiente de trabalho que valoriza e empodera o bem-estar das pessoas.

Essa é uma iniciativa bastante prática e eficiente para proporcionar benefícios tanto aos trabalhadores quanto à empresa. Os profissionais poderão ter uma vida mais equilibrada e, por consequência, serão mais produtivos e engajados com o trabalho.

Por que implantar um programa de qualidade de vida no trabalho?

Hoje, a prioridade dos profissionais brasileiros é, respectivamente, cuidar da saúde mental e da saúde física, de acordo com um estudo da Happiness Business School em conjunto com a Reconnect | Happiness at Work.

Esses objetivos ficam até mesmo à frente de conquistar sonhos profissionais e ganhar mais dinheiro — ainda conforme a pesquisa. Isso esclarece muito bem a importância de criar um ambiente de trabalho baseado na segurança psicológica e no bem-estar.

Abaixo, detalhamos os benefícios que um programa de qualidade de vida no trabalho pode proporcionar à sua organização. Veja:

  • atração e retenção de talentos;
  • redução da taxa de turnover e de absenteísmo;
  • aumento da produtividade e do engajamento;
  • clima organizacional mais satisfatório.

Atração e retenção de talentos

Uma vez que as pessoas estão procurando por empresas que ofereçam saúde física e mental no trabalho, a atração e retenção pode ser considerada a principal vantagem em implementar um programa de QVT.

72% dos candidatos afirmam que a qualidade de vida é um fator muito importante a se considerar para entrar ou se manter em um trabalho, segundo dados do Statista.

A sua chamada “marca empregadora” é fortalecida com a adoção de iniciativas de bem-estar. Essas medidas atuam como um “marketing de recrutamento”, facilitando a contratação de bons profissionais. Além disso, satisfaz aqueles que já estão dentro de casa, mantendo-os por mais tempo.

Redução da taxa de turnover e de absenteísmo

Com as pessoas ficando por mais tempo na sua empresa, logo, a taxa de turnover (ou rotatividade) irá apresentar uma redução significativa. Poucos profissionais deixarão a organização por quaisquer motivos que sejam, pois já estão em um ambiente agradável.

De acordo com o Work Institute 2019 Retention Report, o desequilíbrio entre vida profissional e pessoal é o motivo de 12% dos pedidos de demissão. Mas o dado mais impressionante é que esse fator cresceu 403% entre os pedidos de demissão desde 2010, e continua a crescer.

Outro indicador que, muito provavelmente, também sofrerá redução é a taxa de absenteísmo, que diz respeito à ausência dos colaboradores. Isso acontece muito em organizações que não valorizam seus trabalhadores, o que não é o caso de um local que investe em qualidade de vida.

Aumento da produtividade e do engajamento

Hábitos saudáveis são capazes de proporcionar benefícios a diversas áreas da vida de uma pessoa, como concentração e capacidade de produção. Ao juntar isso com um espaço de trabalho acolhedor, pode-se notar um ganho significativo na produtividade dos colaboradores.

Também é possível que os trabalhadores se tornem mais engajados em realizar suas tarefas. Afinal, quando você gosta do lugar onde trabalha, há um ânimo adicional para fazer as coisas acontecerem e contribuir com o crescimento do negócio, não é mesmo?

De acordo com uma pesquisa realizada por um grupo de estudos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), uma boa gestão da QVT torna os trabalhadores mais produtivos, saudáveis e comprometidos.

Clima organizacional mais satisfatório

O clima organizacional pode ser definido como a percepção que os colaboradores têm de uma organização. Diversos fatores podem influenciar essa impressão, como valores, condições de trabalho, perfil das lideranças e muito mais.

Dentre esses pontos, também entra o programa de qualidade de vida no trabalho. Como já dissemos algumas vezes, ele é capaz de contribuir para que o ambiente de trabalho seja mais agradável e psicologicamente seguro.

Pessoas com uma rotina equilibrada tendem a ter níveis de estresse menores. Logo, é bem possível que o espaço passe a ter menos conflitos e seja ainda mais guiado pelo respeito, pela comunicação e pela colaboração.

Exemplos de programas de qualidade de vida no trabalho

Agora que você já sabe quais são os principais benefícios que um programa de QVT pode proporcionar, vamos conhecer alguns exemplos que podem ser implementados na sua empresa:

  • atividades físicas;
  • alimentação saudável;
  • saúde mental;
  • desenvolvimento pessoal e profissional;
  • trabalho remoto e horário flexível;
  • lazer e cultura.

Atividades físicas

Os programas que visam melhorar a saúde física dos colaboradores costumam ser os mais comuns. Na prática, eles consistem em descontos ou mensalidades gratuitas em academias, horário definido para exercícios em grupos ou sistemas de recompensas que premiam os mais ativos.

Todas essas medidas são ótimas maneiras de incentivar que a prática de exercícios físicos se torne um hábito. Isso porque cada tipo de programa remove algum atrito que pode desanimar as pessoas, como o valor de mensalidades e a falta de companhia.

Saúde mental

Ainda de acordo com a pesquisa da Happiness Business School e da Reconnect | Happiness at Work mencionada anteriormente, 48% dos profissionais brasileiros se sentem ansiosos no trabalho em alguns dias da semana e 27% ficam ansiosos em quase todos os dias.

Esses dados evidenciam como a grande maioria das empresas ainda não contam com um ambiente de trabalho que valoriza a saúde mental. Sendo assim, implementar um programa voltado a essa questão pode ser um diferencial considerável para sua marca empregadora.

E nós podemos te ajudar com isso! A OrienteMe é uma plataforma que disponibiliza psicoterapia online. A sua empresa pode contratá-la como benefício para os colaboradores, o que já seria uma ótima iniciativa para melhorar a qualidade de vida no trabalho.

Alimentação saudável

Manter uma alimentação saudável é outro hábito que pode trazer benefícios relevantes à qualidade de vida dos trabalhadores. Por isso, incentivar esse costume é mais um bom exemplo de programa de QVT.

Nesse caso, recomendamos que a empresa disponibilize orientação nutricional aos funcionários. Assim, eles terão um profissional para ajudar no desenvolvimento de uma alimentação mais equilibrada.

Nossa plataforma também pode te ajudar com isso. Além da psicoterapia, disponibilizamos orientação nutricional online com profissionais especializados, que pode ser oferecida como benefício aos colaboradores.

Desenvolvimento pessoal e profissional

Iniciativas de desenvolvimento pessoal e profissional são uma das melhores maneiras de melhorar o engajamento, a motivação e, de quebra, a capacitação dos colaboradores.

Esse tipo de programa consiste no oferecimento de treinamentos, cursos e palestras sobre questões pessoais e profissionais, como capacitações de comunicação ou alguma habilidade técnica.

A variedade de possibilidades aqui é imensa, porque esses treinamentos podem ser internos ou a empresa pode oferecê-los como benefício — por exemplo, disponibilizar uma plataforma online de cursos.

Um exemplo específico de programa educacional que está sendo adotado por muitas empresas é o de educação financeira. A administração de dinheiro é um grande problema para muitos brasileiros, então pode ser interessante ensinar mais sobre isso para os trabalhadores da sua empresa.

Trabalho remoto e horário flexível

Praticamente de um dia para o outro, o trabalho remoto se tornou uma realidade imposta pela pandemia. Antes dela, poucas organizações tinham esse modelo de trabalho como parte da cultura.

Apesar de algumas companhias estarem voltando ao presencial, diversas outras estão mantendo o home office, pois notaram que ele proporciona benefícios significativos à qualidade de vida. Por consequência, isso torna os profissionais mais produtivos.

Em algumas organizações, o horário flexível foi outra mudança que acabou sendo adotada em conjunto com o trabalho remoto. Com isso, o trabalhador tem liberdade para fazer seus horários. Afinal, o período do dia em que as pessoas são mais produtivas é bastante variável.

Lazer e cultura

Não há como negar que lazer e cultura são as principais maneiras de se desconectar do trabalho e relaxar. Por mais que pareça paradoxal, isso é muito importante para o desempenho profissional dos colaboradores.

Apenas com uma mente descansada e tranquila é possível produzir bons resultados. Além disso, a cultura também pode ser um grande estímulo para a criatividade e as capacidades cognitivas (memória, concentração e muito mais).

Um programa de QVT desse tipo pode ser oferecido por meio de um benefício em dinheiro para as pessoas, por exemplo, irem aos cinemas, teatros e parques de diversões ou comprarem livros e jogos de videogame.

Empresas que têm programa de qualidade de vida no trabalho

Mas quais empresas realmente implementaram esses programas? A seguir, apresentamos alguns casos interessantes:

  • Liv Up;
  • MetLife;
  • Neoenergia Elektro.

Liv Up

A Liv Up é uma startup que traz inovações tecnológicas ao setor alimentício com o objetivo de levar uma alimentação saudável a mais pessoas. Mas, além da saúde dos consumidores, eles também valorizam a dos colaboradores.

A startup conta com uma série de iniciativas voltadas à qualidade de vida no trabalho, como a “Living Up on the roof”, que incentiva a prática de atividades físicas, e a “LivUpalloza”, que integra seus funcionários por meio do compartilhamento de talentos culturais.

MetLife

A MetLife é uma grande companhia de seguros de vida, dental e previdenciário. Ela possui um programa onde os colaboradores ganham pontos por praticar atividades físicas e assistir às palestras sobre qualidade de vida planejadas pelo RH.

Além disso, os colaboradores se reúnem semanalmente para fazer exercícios em grupo, seja musculação, pilates, natação, entre outros. Cada um pode fazer o que mais gosta.

Neoenergia Elektro

A Neoenergia Elektro é uma grande distribuidora de energia que atua em mais de 200 municípios. A fim de contribuir com a saúde e o desenvolvimento de seus talentos, ela possui dois programas que merecem destaque:

  • Programa Estar Bem Elektro: incentiva hábitos saudáveis e integração entre seus colaboradores por meio de ginástica laboral, projetos culturais, torneios, entre outras atividades;
  • Programa de Reconhecimento Top Elektro: premiação que valoriza os trabalhadores que se destacaram ao praticar os valores da empresa.

Como montar um programa de qualidade de vida no trabalho?

Já respondemos tantas questões, não é mesmo? Mas a principal de todas ainda está em aberto: como montar um programa de QVT? Conheça um passo a passo bastante prático:

1. Avaliação da realidade atual

Antes de qualquer coisa, é preciso entender o estado atual da qualidade de vida dos colaboradores. Essa avaliação fornecerá o conhecimento necessário para planejar e implementar o programa mais adequado.

E como isso pode ser feito na prática? A melhor maneira é por meio de uma pesquisa de clima organizacional, que consiste em um questionário com perguntas sobre o ambiente de trabalho e como ele impacta os colaboradores.

Mas o ideal é que o RH não se limite a isso. Se possível, também é interessante conversar com trabalhadores de diferentes posições e áreas. Diálogos podem ajudar a descobrir e a esclarecer diversos pontos não “cobertos” pela pesquisa.

Você sabe qual o custo da saúde
emocional para sua empresa?

2. Definição de objetivos

Após entender quais são as principais oportunidades de melhoria em relação à qualidade de vida dos trabalhadores, é hora de definir os objetivos que guiarão as ações.

Essa é uma etapa importante, porque as metas são necessárias para manter o foco no desenvolvimento de um programa adequado. Algo que pode ajudar é a metodologia “metas SMART”, sugerimos o estudo dela.

Somente com objetivos precisos, claros e mensuráveis é possível definir métricas capazes de evidenciar os resultados obtidos. Isso será muito relevante no futuro.

3. Desenvolvimento do plano de ação

Com metas bem definidas, parte-se para construção do plano que irá guiar a implementação do programa. Aqui, o foco deve ser em construir um “passo a passo” do que é necessário para que o programa seja adotado sem imprevistos, atrasos e problemas.

Imaginemos que haja o interesse de implementar terapia online na sua empresa, um exemplo de plano de ação poderia ser o seguinte:

  • encontrar soluções que ofereçam terapia online;
  • analisar as opções disponíveis;
  • marcar reuniões com as opções preferidas;
  • fazer a escolha e fechar com a solução selecionada;
  • realizar um onboarding com a equipe da solução;
  • e por aí vai…

4. Implementação do programa

Em seguida, é hora de “botar a mão na massa”. Esta etapa consiste em tirar o plano de ação do papel. A principal dica é: procure seguir os passos como foram planejados, porque a probabilidade de ocorrerem adversidades é mais baixa — isso se o planejamento tiver sido bem feito, claro.

Mas é importante destacar que surpresas sempre podem acontecer mesmo com um plano delineado. Portanto, esteja pronto para solucionar problemas.

5. Divulgação do programa

Depois de implementar a iniciativa, ainda é preciso divulgá-la aos colaboradores e incentivar o uso. Mesmo sendo um benefício gratuito, muitas pessoas não aderem ao seu uso espontaneamente.

Sendo assim, o RH deve planejar campanhas periódicas de incentivo à utilização do benefício, seja com palestras, artes publicadas no sistema interno ou parcerias com lideranças.

6. Acompanhamento dos resultados

Por fim, deve-se acompanhar de maneira contínua os resultados obtidos pela iniciativa. Isso é feito por meio da análise dos indicadores de RH definidos anteriormente (lembra-se que falamos que as métricas seriam importantes no futuro?), como taxa de turnover e absenteísmo, clima organizacional, produtividade, entre outros.

Como a OrienteMe pode te ajudar na criação de um programa de QVT?

Somos uma plataforma que conecta colaboradores a uma vida mais saudável por meio de psicoterapia e orientação nutricional online. Oferecê-la em sua empresa é uma boa maneira de iniciar ou complementar um programa de qualidade de vida no trabalho.

Com o apoio de psicólogos e nutricionistas experientes, os profissionais poderão ser incentivados a adotar hábitos mais equilibrados. Por consequência, isso pode resultar na melhora da saúde mental e física deles.

Mas os benefícios não são apenas para os funcionários, o RH também ganha uma vantagem enorme ao adotar nossa plataforma.

Disponibilizamos o acesso ao Portal Corporativo OrienteMe, um painel que possibilita o acompanhamento de indicadores relevantes, como mapeamento de riscos relacionados à saúde mental, níveis emocionais dos colaboradores e os principais temas tratados.

Quer conhecer melhor a plataforma? Acesse nossa página para empresas e confira os benefícios que proporcionamos aos seus colaboradores e ao seu negócio!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Mantenha-se informado, e tenha os melhores conteúdos
para seu desenvolvimento diretamente no seu email.

Não se preocupe, prometemos não mandar spam

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

E-BOOK GRATUITO

O guia completo para nortear a sua empresa no retorno ao trabalho presencial.

E-BOOK GRATUITO

Como o Feedback pode transformar as relações na sua empresa.
Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.