Qualidade de vida no trabalho

Remuneração variável: saiba o que é e como implementar na empresa

Daniela Haidar Chohfi -

Cada vez mais empresas estão se empenhando em destacar seus diferenciais perante aos concorrentes. Uma das maneiras de fazer isso é tornar a gestão de pessoas mais eficiente por meio de estratégias para atrair e reter talentos, como é o caso da remuneração variável.

Isso porque, esse sistema bonifica funcionários pelo bom desempenho na empresa, deixando-os mais propensos a aceitarem uma vaga ou permanecerem no cargo.

Mas além do fator permanência, a remuneração variável também é capaz de impactar na produtividade, no engajamento e na performance do time, trazendo excelentes resultados a curto e a longo prazo.

Neste artigo você entenderá melhor o que significa remuneração variável, os benefícios e as desvantagens desse programa e ainda como aplicá-lo na empresa.

Boa leitura!

O que é remuneração variável

A remuneração variável (RV), ou remuneração flexível, é um conjunto de recompensas e bonificações que complementam o salário do colaborador de acordo com fatores pré-estabelecidos. 

Esses fatores podem ser os resultados obtidos de forma individual ou coletiva em determinado período de tempo.

Trata-se de uma forma de valorizar e reconhecer o esforço dos colaboradores. Ainda, é um incentivo para que eles se mantenham engajados e comprometidos em entregar alta performance e alcançar bons resultados.

Diferenças entre remuneração fixa e variável

Antes de mais nada, é preciso ter em mente a diferença entre remuneração fixa e variável para compreender como aplicá-las corretamente no dia a dia.

A remuneração fixa se refere aos valores de salário base e é padronizada. Ela engloba ainda as políticas de benefícios oferecidas pela empresa, como vale-transporte, plano de saúde, auxílio alimentação, entre outros que podem ser incluídos na contratação. 

Ou seja: a remuneração fixa está prevista no contrato de trabalho, ocorre mensalmente e só sofre alterações em caso de horas extras, absenteísmos, ou descontos da folha de pagamento.

A remuneração variável, por outro lado, complementa a remuneração fixa, mas nunca a substitui. Essa modalidade é bastante aplicada quando existem metas específicas que devem ser cumpridas, sejam elas individuais ou coletivas.

Assim, os valores e os períodos de pagamento da remuneração variável vão depender das condições estabelecidas previamente

Elas podem  acontecer a curto, médio ou longo prazo, abrangendo bônus, comissões e gratificações, que especificaremos no próximo tópico.

Tipos de remuneração variável

Existem várias formas de uma empresa bonificar seus funcionários e tudo dependerá da cultura organizacional e da política interna estabelecida. 

Confira alguns dos principais tipos de remuneração variável:

1 – Bônus

O bônus é uma quantia fornecida ao colaborador como forma de incentivo por algum feito específico, como ter atingido metas individuais ou coletivas.

Pode ser anual, semestral, trimestral ou até mesmo mensal. Assim, seu valor geralmente é calculado conforme a meta alcançada, em forma de porcentagem.

2 – Comissão

A comissão é um dos tipos de remuneração variável mais conhecido no mercado. Além disso, é muito comum em setores de venda de produtos ou serviços

Neste programa os colaboradores recebem uma porcentagem em cima das vendas realizadas. Ou seja: quanto mais vendas, maior é a remuneração obtida.

3 – Participação nos Lucros e Resultados (PLR)

A Participação nos Lucros e Resultados, ou PLR, é bastante comum no setor bancário e em grandes corporações.

Esse sistema consiste em dividir com os colaboradores parte do lucro obtido pela organização

Dessa maneira, ovalor dependerá do lucro total do período estabelecido (se não houver lucro, não há bonificação). Também pode ser semestral ou anual, e deve ser elegível a todos os trabalhadores da empresa.

4 – Programa de Participação nos Resultados (PPR)

Diferente da PLR, o Programa de Participação nos Resultados (PPR) calcula o benefício em cima dos resultados obtidos pela empresa e não em cima dos lucros

Assim, neste cenário, os colaboradores recebem o benefício apenas quando atingem os resultados estipulados pela empresa.  

5 – Participação acionária

Se destina para quem é sócio da organização, que poderá lucrar com os dividendos da empresa ou vender o título quando quiser, dependendo do resultado do negócio. 

Trata-se de um modelo bastante utilizado no exterior. Isso porque, traz resultados muito positivos a médio e longo prazo, fazendo com que os funcionários sintam-se parte do negócio.

O que a lei diz sobre a RV?

No Brasil, a remuneração variável é regulamentada pela legislação e está incluída no inciso XI do artigo 7 da Constituição Federal, sancionado há mais de 50 anos. Ele diz:

“Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:

XI – participação nos lucros, ou resultados, desvinculada da remuneração, e, excepcionalmente, participação na gestão da empresa, conforme definido em lei.”

Conforme a Reforma Trabalhista, com a Lei nº 13.467/2017 foi garantida a isenção de incorporação para a base de encargos, presente no Art. 457, parágrafo 2. Confira:

“Art. 457.

§ 1º Integram o salário a importância fixa estipulada, as gratificações legais e as comissões pagas pelo empregador.

§ 2º As importâncias, ainda que habituais, pagas a título de ajuda de custo, auxílio-alimentação, vedado seu pagamento em dinheiro, diárias para viagem, prêmios e abonos não integram a remuneração do empregado, não se incorporam ao contrato de trabalho e não constituem base de incidência de qualquer encargo trabalhista e previdenciário.”

Os benefícios de PPR e PLR possuem uma lei própria, a  Lei 10.101/2000, de 19 de dezembro de 2000, que direciona as regras gerais dos programas de participação em lucros e resultados e prevê que a empresa só pode proporcionar o benefício mediante negociação entre a contratante e o colaborador.

Quais são as vantagens e desvantagens da remuneração variável?

Como qualquer outra decisão dentro de uma empresa, a remuneração variável possui seus lados positivos e negativos

Sendo assim, separamos os principais tópicos da remuneração vairável:

Vantagens 

– Mostra reconhecimento pelo trabalho dos colaboradores;

– Incentiva a busca de entrega de resultados de alta qualidade;

– Aumenta a motivação dos colaboradores;

– Melhora a qualidade de vida dos colaboradores;

– Ajuda a reter talentos;

– Mantém as equipes alinhadas com o objetivo da empresa.

Desvantagens

– Dificuldade em encontrar indicadores de desempenho dentro de determinadas funções;

– Possível insatisfação pela diferença na remuneração entre funcionários que ocupam o mesmo cargo;

– Foco em quantidade em vez de qualidade dependendo da meta estabelecida;

– Insegurança e frustração em não conseguir atingir o necessário para receber a remuneração variável;

–  Se não for feita de maneira estratégica, pode gerar angústia e ansiedade;

– Redução da motivação quando o incentivo é sempre o mesmo.

Em seu TED, Alex Bonifácio fala mais sobre como alguns incentivos podem revolucionar os resultados das pessoas. Assista:

Como aplicar a remuneração variável na empresa

Ao balancear as vantagens e as desvantagens de adotar a política de remuneração variável na empresa e resolver implementá-la de fato, o primeiro passo é realizar um planejamento. Afinal, trata-se de uma medida que demandará gastos.

Então, por mais as organizações vejam a remuneração variável como um investimento para os resultados, ela precisa fazer parte do orçamento empresarial

Portanto, na hora de fazer o cálculo de quanto será destinado a essa iniciativa, é preciso contar com os cenários mais otimistas possíveis.

Por exemplo: ao definir comissões e bônus, separe um valor que seja capaz de cobrir o prometido no caso de todos os colaboradores atingirem as metas

Assim, o andamento das finanças não será afetado.

É imprescindível definir metas com indicadores de qualidade e de quantidade que sejam práticos e realistas para que os funcionários tenham a segurança de que possuem a capacidade para alcançar os objetivos traçados. Dessa forma, eliminam-se as chances de criar um sentimento coletivo de frustração e ansiedade.

As metas devem sempre estar alinhadas com os objetivos estratégicos da organização. 

Desse modo, os funcionários se sentem parte da construção dos resultados da empresa de forma ativa.

Por isso, sempre seja transparente ao compartilhar os resultados das metas atingidas, para que o colaborador compreenda como a mensuração foi realizada e não haja margem para dupla interpretação, dúvidas ou questionamentos posteriores.

Certifique-se de se colocar à disposição dos colaboradores para esclarecer qualquer ponto a respeito da remuneração variável vigente. 

Com o tempo, você verá que o programa será incorporado à cultura organizacional da empresa e, quando necessário, faça ajustes nas metas e nas recompensas para renovar a motivação das equipes.

Conte com a orienteme como o melhor benefício para a sua empresa!

A saúde é composta por diversos fatores, mas principalmente pelo equilíbrio emocional, nutricional e físico. Por isso, uma das principais ações que a sua empresa pode fazer para potencializar o time é oferecer uma política de benefícios que esteja fortalecida nesse sentido. 

Afinal, uma equipe desequilibrada não consegue dar o seu melhor, o que afeta diretamente os resultados de toda a empresa e os principais indicadores de RH. 

Por isso, a orienteme é o benefício ideal para a sua empresa.

Somos uma plataforma que conecta colaboradores a uma vida mais saudável por meio de psicoterapia, orientação nutricional e orientação física, porque acreditamos que a saúde é composta por um olhar integral.

Ao contratar a plataforma para sua empresa, os trabalhadores ganham acesso a profissionais de psicologia, nutrição e orientação física com certificação e experiência, além de um mapeamento completo feito pelos indicadores estratégicos da orienteme, que identificam como está a situação atual da sua empresa. 

A equipe de RH tem o Portal Corporativo, um painel que permite acompanhar a evolução de diversos indicadores que ajudam a diminuir os níveis de absenteísmo, sinistralidade e aumentar a produtividade, entre outros!

A partir disso, você conta com a orienteme para conectar seus colaboradores com os melhores profissionais em cada caso a ser tratado, além de uma equipe pronta para te ajudar a entender os indicadores de saúde da sua empresa e promover ações assertivas.

Interessou-se pela nossa plataforma, mas quer conhecê-la melhor? Entre em contato com um de nossos consultores e entenda como podemos ajudar sua empresa e sua equipe!

Entenda como a orienteme é o melhor benefício de saúde para a sua empresa ao combinar psicologia, nutrição e orientação física.

indicadores de rh

Mais sobre Saúde Ocupacional

Importância de treinamentos sobre gerenciamento de estresse para equipes

Atuação estratégica do RH pode evitar transtornos mentais relacionados ao trabalho

Doenças mentais incapacitantes para o trabalho

E-BOOK GRATUITO

e-Book Segurança Psicológica: o guia completo para criar equipes inovadoras​