Neurastenia, conhecida como Fadiga Depressiva

Neurastenia, conhecida como Fadiga Depressiva

Neurastenia literalmente significa debilidade nervosa e por muito tempo houve tendência a associá-la à fadiga, ou ainda, atribuir a ambas à mesma causa, ou seja, o excesso de esforço que provoca a debilidade física e mental.

No entanto, percebe-se que em muitos neurastênicos o dispêndio de energia com objetivos físicos ou intelectual não era excessivo e que distúrbios emocionais iniciavam a síndrome e não o esforço físico.

Esta primeira abordagem da neurastenia vem desde Freud na classificação das neuroses e dos distúrbios de ansiedade e hipocondria. Para Freud, a etiologia das neuroses estava associada a forças físico-químicas e não psicológicas. considerava que os sintomas da ansiedade estava vinculado a práticas sexuais anormais ou perturbações sexuais que impediam a descarga de tensão sexual, e esta tensão contida produziria os sintomas físicos e mentais.

O conhecimento que se tem atual sobre a fadiga e outros desconfortos a ela associados são expressão de vários tipos de perturbação emocional, podendo ser o resultado de tensões conscientes. Já quanto mais distantes das preocupações conscientes, mas os sintomas neurastênicos se aproximam das conversões e do diagnóstico de histeria.

A atual ênfase às interações humanas tende a associar a neurastenia nos tempos atuais, a distúrbios na área das relações interpessoais, de maneira mais evidente do que em outras neuroses.

Dessa forma, fica mais claro os significados de algumas declarações de pacientes quando comentam que “estão cansados”, que pode significar um sentimento de impotência frente a situações frustradoras provocadas pelo meio social, ou ainda, reclamações de dores no corpo, como uma expressão de que está sendo muito difícil suportar determinada carga de responsabilidade sem encontrar proteção ou apoio, e assim por diante.

Atualmente o termo neurastenia e o diagnóstico com essa nosologia é muito mais raro, pois é difícil precisar seus limites no contexto das neuroses e de outras doenças mentais.

A síndrome neurastênica caracteriza-se pelos seguintes sintomas:

•Fraqueza

•Fadiga física e mental

•Sensações dolorosas

•Pressão na cabeça

•Parestesias

•Dificuldade de concentração

•Dificuldade de memória

•Insônia

•Irritabilidade

•Desconforto físico generalizado

•Distúrbio em algum órgão específico, especialmente perturbações gastro-intestinais

Percebe-se dessa forma que a neurastenia aborda diversos sintomas característicos de muitas doenças e que em seu conjunto permite formar uma síndrome com debilidades físicas e mentais.

Texto escrito por: Lilian Aldeia, psicóloga OrienteMe. 

Na OrienteMe, é possível fazer terapia online todos os dias, por meio do smartphone ou computador, de forma anônima, sem ter que marcar horário. Gostaria de ser atendido/a pela Lilian? Clique aqui e em seguida no botão “Atenda Comigo”

Gostou do artigo, compartilhe com a rede!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Você também pode gostar

ORIENTEME NA SUA EMPRESA!

Deseja mapear a saúde emocional da sua empresa, oferecer atendimento psicológico aos colaboradores e acompanhar a evolução da saúde emocional das equipes? Solicite um orçamento no botão abaixo e entraremos em contato o quanto antes.

Deseja solicitar um orçamento para sua empresa?

ORIENTEME PARA VOCÊ!

Deseja falar com seu psicólogo por mensagens e videochamadas, quando e onde quiser?

Conheça mais os nossos planos!

INDIQUE A ORIENTEME PARA SUA EMPRESA!