Qualidade de vida no trabalho

Saúde emocional: o que é e 5 dicas para promover na sua empresa

Daniela Haidar Chohfi -

Você já reparou como a saúde emocional é um tema cada vez mais presente nas empresas? Afinal, como o trabalho é uma grande parte do dia das pessoas, não há como falar desse assunto sem lembrar disso. 

Isso porque, a saúde emocional é um estado diretamente ligado ao bem-estar, à satisfação, à produtividade e à motivação no dia a dia.

Como a equipe é o principal ativo de uma organização, todos esses fatores são essenciais para sua boa performance. É possível afirmar, então, que empresas sem saúde emocional não conseguem se manter à frente do mercado por muito tempo.

Por isso, para ter uma equipe feliz e com alto desempenho, é preciso promover ações voltadas à segurança psicológica na empresa, já que está diretamente relacionada ao equilíbrio emocional. 

Mas como fazer isso? Neste artigo, você saberá mais sobre o tema e ainda conhecerá os próximos passos para promover um ambiente de trabalho saudável. 

Boa leitura!

O que é saúde emocional?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde emocional pode ser definida como “um estado de bem-estar onde o indivíduo realiza suas próprias habilidades, lida com os fatores estressantes normais da vida, trabalha produtivamente e é capaz de contribuir com a sociedade”.

Ou seja, esse conceito diz respeito a como a pessoa compreende e lida com suas emoções no dia a dia. Sendo assim, uma pessoa com essas capacidades consegue lidar com sentimentos como tristeza, ansiedade, frustração, etc, e encontrar equilíbrio entre eles.

Afinal, no dia a dia, existem situações inesperadas que podem despertar sensações negativas, e é preciso saber trabalhá-las. 

O ponto de atenção surge quando essas emoções ultrapassam o limite e começam a interferir na rotina, nos afazeres e nos relacionamentos da pessoa. Isso indica que está na hora de investigar a causa e promover ações voltadas a fortalecer a saúde emocional.

O que compõe a carga emocional no trabalho?

O termo carga emocional significa todos os fatores associados à função e à empresa que o colaborador faz parte e que podem afetar sua saúde emocional.

Assim, alguns pontos dentro da empresa  e da carreira que tem influência na equipe são:

  • Carga horária;
  • Quantidade de afazeres;
  • Remuneração e benefícios;
  • Qualidade de vida no trabalho;
  • Relacionamentos com os líderes e colegas de equipe;
  • Desenvolvimento.

Além disso, alguns cargos podem sofrer mais psicologicamente por conta dos desafios do dia a dia. Portanto, é preciso prestar atenção principalmente naqueles em que a saúde e segurança do trabalho é menor, como policiais, profissionais da saúde, bombeiros, etc.

Por que promover a saúde emocional no trabalho?

Após os efeitos da pandemia da Covid-19, a atenção ao bem-estar psicológico no trabalho foi ainda mais relevante. Isso porque, após o momento inesperado e de muitas mudanças, diversas pessoas tiveram dificuldade de retornar a uma rotina saudável.

O trabalho é um ponto central disso, já que muitos negócios também mudaram suas rotinas, aderindo ao home office, , implantando uma cultura híbrida, etc.

Portanto, o distanciamento – bruto, em alguns casos – somado a outros pontos trazidos pela pandemia, afetam a situação mental das pessoas. Além disso, é comprovado que esses fatores contribuíram para níveis maiores de estresse, e os números também apontam isso.

Segundo uma pesquisa do Instituto Ipsos, 53% dos brasileiros declararam que seu bem-estar mental piorou um pouco ou muito desde o início da pandemia.

Então, para manter o rendimento e a satisfação dos funcionários, esse dado só reforça a importância de zelar por um bom ambiente de trabalho. Isso quer dizer que é preciso abolir o trabalho à distância? Não. Existem diversas outras pesquisas que comprovam seus benefícios.

Nesses casos, é preciso analisar as particularidades da sua empresa e como é possível ajudar os colaboradores em suas rotinas remotas, mantendo o espírito de colaboração.

É preciso zelar para que o dia a dia na empresa não seja o maior fator que esteja afetando a saúde emocional do colaborador.

Você sabe qual o custo da saúde
emocional para sua empresa?

A importância da saúde emocional para o desempenho no trabalho

Aprofundando o ponto que trouxemos anteriormente, além dos pontos negativos que uma saúde emocional desequilibrada traz para a vida pessoal, ela afeta diretamente o desempenho no trabalho

Isso porque, pessoas emocionalmente instáveis possuem menor dedicação e motivação para realizar suas tarefas, além da falta de senso de propósito. 

Portanto, pode não ser a intenção da pessoa, mas ela não conseguirá dar o melhor de si. É nesse momento que o apoio da empresa se faz ainda mais importante. Procurando entender mais sobre isso, a OMS promoveu um estudo.

O levantamento realizado afirma que, para cada dólar investido em ações que promovem melhorias na saúde e bem-estar mental dos colaboradores, a empresa ganha quatro dólares em rendimentos com o aumento da produtividade.

Benefícios de uma saúde emocional equilibrada

Além do que você conferiu, existem outros pontos que reforçam a importância da saúde emocional no dia a dia:

  • Melhora da autoestima no trabalho;
  • Maior capacidade de concentração;
  • Aumento do desenvolvimento profissional;
  • Maior controle sobre as emoções;
  • Desenvolvimento da inteligência emocional;
  • Facilidade em tomar decisões;
  • Melhora nas relações
  • Maior flexibilidade em relação a mudanças.

Portanto, ao fortalecer a saúde emocional da empresa, é possível ter colaboradores mais preparados para desafios e equipes mais equilibradas.

Sinais da falta de saúde emocional

Sinais da falta de saúde emocional

Falta de satisfação com a vida;
Queda na autoconfiança 
Falta de entusiasmo;
Menor inteligência emocional;
Dificuldade em se adaptar às mudanças;
Desequilíbrio entre trabalho e descanso;
Falta de controle sobre suas emoções

Agora, você pode estar se perguntando: como saber se a minha equipe está com o bem-estar abalado?

É verdade que nem sempre os sinais são claros no dia a dia. Por isso, o conhecimento e a atenção a eles são essenciais. Separamos alguns indícios de falta de saúde emocional que profissionais de RH, líderes e até colegas de trabalho podem reparar no dia a dia. Eles são:

  • Falta de satisfação e contentamento com a vida;
  • Queda na autoconfiança e na autoestima;
  • Falta de entusiasmo e capacidade de se divertir;
  • Menor habilidade de lidar com o estresse e com as adversidades;
  • Dificuldade em aprender e se adaptar às mudanças;
  • Desequilíbrio entre trabalho e descanso;
  • Falta de controle sobre suas emoções e comportamentos;
  • Falta de resiliência para lidar com desafios.

Esses sinais podem aparecer em diferentes intensidades no dia a dia. Em geral, é preciso de maior atenção se começaram a surgir de afetar de forma brusca nas ações do colaborador. 

Isso porque, essas sensações tendem a abrir portas para diversas doenças ocupacionais, principalmente as relacionadas a transtornos mentais. Como, por exemplo, depressão, ansiedade e Síndrome de Burnout.

Como identificar falta de saúde emocional no home office?

É verdade que, por mais que ofereça benefícios, o modelo de trabalho remoto pode afetar a saúde emocional de algumas pessoas. Isso porque, o home office, se não tiver planejamento e organização, pode adoecer a pessoa.

Além disso, alguns comportamentos normalizados pelas empresas também ajudam a reforçar isso. Demandas exageradas, excesso de reuniões online e a dificuldade em equilibrar a vida profissional e pessoal são alguns deles.

Por isso, líderes e profissionais de RH devem prestar atenção nos sinais que podem significar falta de saúde emocional no home office. Assim, é possível promover ações efetivas para elevar a saúde ocupacional da organização. Portanto, alguns indícios para estar atento são:

  • Desinteresse em participar de reuniões, mesmo quando é convidado a falar;
  • Ficar muito tempo nas reuniões com a câmera desligada;
  • Aparência e expressões tristes o tempo todo;
  • Queda na produtividade;
  • Abandono de atividades ou hobbies que gostava antes;
  • Descuido com a saúde em geral.

Esses sinais podem indicar alguma fragilidade ou problema relacionado à saúde mental e merecem atenção, já que podem estar relacionados a condições psicológicas, como a depressão.

Para entender mais sobre a importância das relações no dia a dia, confira a palestra da Ana Paula Carvalho, médica e psiquiatra, sobre os riscos da solidão para o estado emocional:

Diferença entre saúde emocional e saúde mental

É comum observar as pessoas utilizando esses dois termos como sinônimos, mas nem sempre esse é o caso. 

Isso porque, a saúde mental abrange um estado mais fixo do indivíduo. A partir dela será analisada a presença de transtornos, como depressão e ansiedade.

Já a saúde emocional quer dizer como a pessoa compreende e lida com suas emoções constantemente. Ou seja, diz respeito às variações que temos no dia a dia, e não a um diagnóstico específico.

Exatamente por ser algo mais volátil e presente na rotina que é tão importante que esteja equilibrada.

Como promover a saúde emocional na empresa

Garantir o equilíbrio emocional dos colaboradores é zelar pela satisfação e pelos resultados da empresa. Essa noção, inclusive, se torna cada vez mais uma tendência à medida que os negócios percebem a importância de promover um ambiente com segurança psicológica.

De acordo com uma pesquisa feita pela Kenoby, software de recrutamento e seleção, a saúde mental dos funcionários é um dos principais pontos de atenção de equipes e gestores de RH. 37,7% das empresas têm benefícios de saúde psicológica para seus funcionários, e 35% pretendem investir neles no futuro.

Mas existem outras ações relacionadas à gestão ocupacional que também trazem benefícios. Por isso, separamos algumas maneiras de promover a saúde emocional na sua empresa. Confira!

1. Incentive o exercício físico

A saúde física é um dos pilares do bem-estar e deve fazer parte da rotina para fornecer mais equilíbrio. 

Porém, muitas pessoas acabam negligenciando a importância dessa prática, principalmente aquelas com rotinas mais atarefadas.

Os profissionais de RH podem zelar por esse aspecto da saúde dos colaboradores ao oferecer benefícios de descontos em academias, centro de esportes, etc.

Também existem outras opções, como a promoção de comunicações de incentivo e dicas sobre exercícios físicos.

Seja qual for a ação, o que importa é fazê-la ser efetiva na rotina do funcionário.

2. Crie um ambiente aberto à comunicação

Os seus colaboradores sentem-se confortáveis no ambiente de trabalho? Muitas vezes, diversos negócios se preocupam com acomodações e equipamentos, mas deixam um ponto central de lado: o incentivo à comunicação.

Afinal, empresas são compostas por pessoas, e a relação entre elas é um fator muito importante para a felicidade no dia a dia. Muitos conflitos de trabalho são causados por um ambiente com uma comunicação limitada.

Desde desentendimentos entre líderes e liderados, falhas em informações internas, comunicações sem empatia, etc. 

Tudo isso afeta a saúde psicológica do colaborador e influencia diretamente no engajamento dele com a companhia. 

Portanto, promova um local de trabalho aberto ao feedback e ao diálogo amigável e profissional. Você pode criar rodas de conversa, grupos e promover ações interativas nos períodos de descanso.

3. Promova práticas produtivas saudáveis

Muitos profissionais comprometem suas saúdes emocionais ao aderirem práticas de produtividade tóxica.

Isso porque, no mercado ainda pode haver a concepção de que o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, os momentos de descanso e o lazer não são produtivos. 

Porém, a falta desses instantes é um dos principais agravantes para o desânimo, o desengajamento e o desenvolvimento de doenças ocupacionais.

Portanto, o departamento de RH pode ajudar na promoção de algumas práticas, como:

  • Construir uma rotina com hora para começar e terminar as atividades;
  • Se atentar ao acúmulo de funções;
  • Incentivar pausas durante o trabalho;
  • Utilizar métodos comprovados de produtividade, como o Pomodoro;
  • Promover relações colaborativas entre as equipes.

Com esses pequenos passos é possível afastar alguns problemas (muito comuns) que podem colocar a saúde emocional em risco.

4. Realize eventos de interação

Já parou para pensar na importância do incentivo aos laços no trabalho? Ter um amigo ou um colega próximo no emprego aumenta a criatividade, a produtividade, a motivação e a felicidade. 

A lista de benefícios é longa. Todos esses pontos são essenciais para aumentar a saúde emocional no trabalho. Por isso, não deixe de promover relações benéficas dentro da empresa.

5. Implemente um programa de qualidade de vida no trabalho

Como reforçamos ao longo do artigo, só é possível ter bem-estar ao trabalhar todos os seus pilares, e o equilíbrio emocional é um dos mais importantes. Afinal, ele é o ponto de partida para todos os outros.

Por isso, para fortalecer a saúde emocional dos colaboradores, os negócios podem oferecer programas de benefícios que apoiem e acompanhem a satisfação emocional de seus funcionários.

Afinal, uma equipe desequilibrada ou doente não consegue dar o seu melhor, o que afeta diretamente os resultados de toda a empresa e os principais indicadores de RH.

A orienteme é a opção ideal para te ajudar nesta tarefa. Somos uma plataforma de gestão de saúde corporativa, que conecta colaboradores a uma vida mais saudável por meio de psicoterapia, orientação nutricional e orientação física, porque a saúde é composta por um olhar holístico.

Com a orienteme, a sua empresa não precisa escolher apenas um aspecto da saúde para potencializar, mas pode cuidar da sua equipe por completo.

Ao contratar a plataforma para sua empresa, os trabalhadores ganham acesso a profissionais de psicologia, nutrição e orientação física com certificação e experiência, além de um mapeamento completo de indicadores estratégicos feito pela orienteme, que identificam como está a situação atual da saúde da sua empresa. 

A equipe de RH tem o Portal Corporativo, um painel que permite acompanhar a evolução de diversos indicadores que ajudam a diminuir os níveis de absenteísmo, sinistralidade e aumentar a produtividade, e muito mais!

A partir disso, você conta com a orienteme para conectar seus colaboradores com os melhores profissionais em cada caso a ser tratado, além de uma equipe pronta para te ajudar a entender a situação de saúde da sua empresa e promover ações assertivas.

Interessou-se pela nossa plataforma, mas quer conhecê-la melhor? Entre em contato com um de nossos consultores e entenda como podemos ajudar sua empresa e sua equipe!

Entenda como a orienteme concentra a saúde e o bem-estar da sua empresa em uma só solução.

indicadores de rh
Leia mais

Saúde e Direitos das Mulheres no Trabalho

Obesidade: como abordar assunto no trabalho

Qual o papel do RH na prevenção das ISTs?  

E-BOOK GRATUITO

e-Book Segurança Psicológica: o guia completo para criar equipes inovadoras​