Home > Blog > Saúde familiar: qual sua importância para o bem-estar do colaborador?

Saúde familiar: qual sua importância para o bem-estar do colaborador?

saúde familiar

Por ser um fator determinante para a produtividade e os resultados do colaborador, a saúde familiar é um tema que ganha cada vez mais espaço nas empresas.

Isso porque, os ambientes em que os funcionários vivem afetam diretamente sua saúde mental no trabalho. Por exemplo, uma discussão ou outro problema familiar contribui para falta de atenção, foco, rendimento, etc.

Assim, a saúde familiar é um tema importante dentro da empresa, pois está associada a vários indicadores e até a acidentes de trabalho. 

A boa notícia é que a organização pode ajudar a promover mais equilíbrio nesse sentido de maneiras práticas. Neste artigo, você entenderá melhor isso e como aplicar. Vamos explicar:

  • O que é saúde familiar;
  • Qual sua importância para as empresas;
  • Como os problemas familiares afetam o colaborador;
  • Como colaborar com a saúde de forma completa na empresa;
  • E mais.

Boa leitura!

O que é saúde familiar?

A saúde familiar, como o nome indica, abrange o bem-estar físico e mental de todos os membros de uma família. Essa área vai olhar para a saúde do núcleo familiar como um todo, pensando na situação de cada pessoa e como isso afeta o grupo.

Isso porque, para diversos pesquisadores e médicos, cuidar da saúde coletiva também é uma maneira de fortalecer a individual.

No Brasil, esse tipo de trabalho é desempenhado principalmente através da Estratégia de Saúde da Família. Essa tática está no primeiro nível de atenção no Sistema Único de Saúde (SUS) e é considerada essencial para a organização e o fortalecimento da atenção básica ao bem-estar.

Assim, diversas equipes multidisciplinares são formadas para prestar assistência às famílias por todo o país, principalmente em regiões mais carentes. Esses times são formados por:

  • Médico generalista, especialista em saúde da família, ou médico da família;
  • Enfermeiro generalista ou especialista em saúde da família; 
  • Auxiliar ou técnico de enfermagem;
  • Outros agentes comunitários de saúde.

Porém, esse conceito também tem outros desdobramentos. Assim, em geral, seu sentido está associado à saúde de toda uma família e sua importância.

Qual os diferenciais da saúde familiar para o colaborador?

O cuidado da saúde familiar permite um atendimento mais individualizado. A partir do cuidado coletivo dos parentes, também é mais fácil identificar doenças genéticas, acompanhar históricos de exames, etc.

Esse conceito também tem ligação com a saúde mental da pessoa. Ao saber que sua família está saudável e tem acompanhamento, é possível ter mais qualidade de vida e diminuir os efeitos do estresse, por exemplo.

Qual a importância da saúde familiar para as empresas?

O equilíbrio emocional dos colaboradores é de extrema importância para os resultados da organização. Do mesmo modo que uma pessoa estressada com o trabalho pode afetar o ambiente doméstico, o contrário também acontece.

Assim, conflitos ou preocupações com a família podem interferir principalmente no desempenho do colaborador, bem como em sua saúde e segurança no trabalho. Então, alguns efeitos da falta de saúde familiar podem ser:

  • Diminuição na produtividade;
  • Aumento de acidentes de trabalho;
  • Crescimento do turnover;
  • Aumento do absenteísmo.

1 – Perda de produtividade

Os conflitos ou preocupações com a família refletem principalmente no foco e no rendimento do funcionário. Dessa forma, por ter preocupações externas à empresa, sua produtividade cai, pois sua função fica em segundo plano e sua concentração diminui.

Esse problema é ainda mais grave quando é frequente, como é o caso de colaboradores com membros da família passando por tratamentos médicos ou doenças crônicas.

2 – Aumento de acidentes de trabalho

A falta de saúde familiar também pode afetar a segurança no trabalho. Isso porque, ao estar desequilibrado emocionalmente ou distraído, o colaborador aumenta suas chances de sofrer acidentes.

Especialmente para funções operacionais, repetitivas ou que lidam com maquinários que representam riscos, a atenção e o equilíbrio emocional são muito importantes.

3 – Aumento do turnover

O turnover (rotatividade) é um indicador de RH bastante relevante, pois mostra a quantidade de pessoas que deixaram a empresa em determinado período.

Por mais que as condições de trabalho sejam grandes causas do aumento dessa métrica, problemas pessoais também contribuem para seu crescimento. 

Desde o início da pandemia da Covid-19, por exemplo, muitas pessoas precisaram cuidar de membros da família, o que afetou esses números na empresa.

Ainda, de acordo com o Work Institute 2019 Retention Report, a falta de equilíbrio entre vida profissional e pessoal é o motivo de 12% dos pedidos de demissão.

4 – Aumento do absenteísmo

O absenteísmo é a ausência do colaborador no ambiente de trabalho. Ao ter problemas familiares, é de se imaginar que ele irá faltar mais ao trabalho.

Seja para cuidar de um parente, resolver pendências ou por outras circunstâncias causadas por esses conflitos, esse é mais um dos efeitos que a falta de saúde familiar causa.

Como os problemas relacionados à saúde familiar afetam o colaborador?

Todos os pontos que listamos anteriormente também podem ser entendidos como problemas para os funcionários, pois afetam a vida pessoal, a saúde emocional, a carreira e o rendimento deles. Além disso, problemas pessoais, como os familiares, podem causar:

  • Aumento nos níveis de estresse;
  • Agravamento nos quadros de depressão;
  • Crescimento nos níveis de ansiedade;
  • Tensão muscular;
  • Desânimo.

Isso porque, as preocupações com a saúde familiar afetam diretamente o equilíbrio emocional da pessoa, como mencionamos, e podem contribuir para o desenvolvimento dessas condições.

Você sabe qual o custo da saúde
emocional para sua empresa?

Como colaborar com a saúde familiar e a saúde integral nas empresas? 7 dicas

É verdade que a saúde familiar costuma ser um problema pessoal das pessoas. Porém, a empresa pode colaborar com o bem-estar do time e fortalecê-lo. 

Essa, inclusive, pode ser considerada uma ação de saúde ocupacional.

Como o emprego é uma das maiores ocupações do dia a dia do trabalhador, é possível promover ações simples que fortaleçam aspectos ligados à saúde dos funcionários e suas famílias. Separamos 7 dicas para você aplicar na empresa:

1 – Comece pela conscientização

Quando existem problemas em casa, muitas pessoas têm medo e receio de que isso transpareça no local de trabalho. Porém, isso é justamente o que acontece, em grande parte das vezes.

Portanto, o primeiro passo para promover um ambiente de trabalho mais saudável é normalizar o assunto na empresa. 

Além de abrir espaço para uma melhor comunicação, é possível promover ações que ajudem quem passa por algum momento de falta de saúde familiar.

Assim, algumas opções são palestras, rodas de conversa, dinâmicas de grupo e outros eventos focados em saúde física e mental. 

Nesse sentido, uma boa ideia é aproveitar as datas comemorativas e de conscientização relacionadas à saúde.

2 – Desenvolva um programa de qualidade de vida 

Uma das maiores formas de contribuir com a saúde do time é pensar em ações contínuas. Assim, um programa de qualidade de vida é uma ótima opção para isso. 

Isso porque, existem diversas maneiras de promovê-lo, como:

  • Programas voltados à saúde física e nutricional;
  • Programas focados na saúde mental;
  • Programas de treinamento e desenvolvimento;
  • Programas de lazer.

Esse tipo de iniciativa, além de contribuir com a saúde familiar, fortalece com a satisfação da equipe em relação ao trabalho, por diversos motivos, como explica a Teoria dos Dois Fatores.

É importante ressaltar que, por mais que essas ações sejam realizadas dentro da empresa, elas refletem na vida, carreira e saúde do colaborador. 

Assim, isso representa benefícios à família dele em diversos pontos, principalmente no que diz ao equilíbrio emocional.

3 – Promova eventos com participação familiar

Algumas empresas já têm o hábito de promover o Dia da Família na empresa, pois apresenta diversos benefícios, como maior engajamento, produtividade, redução da rotatividade e etc.

Assim, para aprimorar a saúde familiar, pensar em eventos com a participação dos parentes dos funcionários é uma ótima ação. Isso permite que as famílias, que são a base de apoio da equipe, se sintam mais próximas da empresa, o que colabora com a satisfação dela.

4 – Inclua dependentes em planos de benefícios

Para quem passa por um momento de insegurança em relação à saúde familiar, os planos de benefícios oferecidos pela empresa são de grande importância. 

De acordo com uma pesquisa da Catho, a assistência médica é o benefício desejado por 74,6% dos profissionais.

Inclusive, para equipes remotas, esse é o 6° fator de maior importância, de acordo com o relatório Tendências Globais de Capital Humano, produzido pela Deloitte.

Assim, cabe analisar como a empresa pode contribuir nesse sentido, considerando que a qualidade de vida e o equilíbrio são essenciais para um bom rendimento.

5 – Mapeie a situação da saúde mental da empresa

Como você viu, os problemas familiares refletem diretamente no comportamento e equilíbrio emocional do funcionário. 

Então, para te ajudar a entender melhor como e quais ações implantar primeiro, você pode conduzir uma pesquisa (anônima, se assim for melhor) e avaliar os principais indicadores de RH associados à saúde mental. 

Algumas métricas importantes são:

  • Indicadores de produtividade;
  • Números de casos de afastamento por doenças ocupacionais, como depressão, ansiedade e Síndrome de Burnout;
  • Índice de absenteísmo e turnover.

Assim, é possível ter noção se a sua organização está em risco no que diz respeito à saúde dos colaboradores e quais as ações mais assertivas a se tomar.

Ainda, saiba que é possível contar com parceiros que te ajudem nessa tarefa, como a OrienteMe

Atuamos como uma Consultoria Corporativa em Wellness através da nossa plataforma de atendimento online com programas pensados para as empresas e seus colaboradores, considerando os pilares psicológico e nutricional.

Para isso, aplicamos também o mapeamento da saúde emocional e nutricional da organização, apresentando os principais indicadores para os profissionais de RH. Confira a nossa página para empresas para entender mais.

6 – Crie informativos sobre hábitos saudáveis

Uma das ações mais simples que a empresa pode promover para contribuir com a saúde familiar é contribuir com informações de forma contínua.

Não é preciso muito para isso. Isso porque, quem tem problemas relacionados à saúde familiar pode ter muitas dúvidas sobre como encontrar mais equilíbrio ou até manter uma vida mais saudável para evitar doenças.

Assim, a organização pode contribuir com a equipe ao incentivar hábitos saudáveis internamente. Isso pode acontecer por meio de comunicados, e-mails, compartilhamento de palestras e até treinamentos.

Os tópicos podem variar de acordo com as necessidades e interesses do time, mas algumas sugestões são:

  • Como ler a tabela nutricional dos alimentos;
  • Como fazer substituições saudáveis em rotinas saudáveis;
  • Como higienizar e conservar alimentos;
  • Como calcular quanto de água se deve consumir por dia.

Viu como esses assuntos são simples, mas importantes? Além de impactar a percepção dos funcionários em relação à empresa, que está se esforçando para cuidar deles, ele também pode levar essas informações à família.

7 – Aposte no desenvolvimento da segurança psicológica para apoiar a saúde familiar

Um ambiente de segurança psicológica pode ajudar o colaborador a ter mais qualidade de vida no trabalho, impactando seus resultados.

Isso porque, esse termo se refere à abertura que o time tem para se expressar, errar, aprender e colaborar na empresa. Ao promover esse bem-estar no trabalho, é possível aliviar tensões que ele possa ter, além de aumentar a inovação e o engajamento dele. 

Os resultados de uma empresa que aplica esse conceito também crescem.

Além disso, um local com segurança psicológica é mais aberto à boa comunicação. Assim, isso ajuda pessoas com problemas pessoais a exporem suas vulnerabilidades e pensarem em maneiras de melhorar sua situação junto à empresa

Você pode começar a promover isso a partir de ações simples e conscientização da liderança. Para conferir os primeiros passos, assista o Tedx da criadora do conceito, Amy Edmondson, sobre o tema:

Conte com a OrienteMe para promover saúde integral na sua empresa!

Como abordamos ao longo do artigo, o bem-estar da equipe também é uma responsabilidade das organizações. 

Por isso, para fortalecer a saúde emocional dos colaboradores, muitos negócios apostam em programas de benefícios que apoiem e acompanhem a satisfação emocional de seus funcionários.

Uma pesquisa da plataforma Kenoby mostrou que 37,7% das empresas têm benefícios de saúde psicológica para seus funcionários, e 35% pretendem investir neles no futuro.

Saiba que a OrienteMe pode te ajudar nessa missão. Somos uma plataforma que conecta colaboradores a uma vida mais saudável por meio de psicoterapia e orientação nutricional online.

Ao contratar a plataforma para a sua empresa, os trabalhadores ganham acesso a profissionais de psicologia e nutrição certificados e experientes. Além disso, o time da OrienteMe, além de acompanhar o bem-estar dos colaboradores, caminha junto à sua empresa para promover ações constantes que potencializam ainda mais a saúde dos funcionários como um todo.

E mais: a equipe de RH ganha acesso ao Portal Corporativo, um painel que permite acompanhar a evolução de diversos indicadores, como índices de estresse, principais temas tratados e muito mais!

Interessou-se pela nossa plataforma e quer conhecê-la melhor? Entre em contato com um de nossos consultores e entenda como podemos ajudar o seu negócio!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Mantenha-se informado, e tenha os melhores conteúdos
para seu desenvolvimento diretamente no seu email.

Não se preocupe, prometemos não mandar spam

E-BOOK GRATUITO

Como o Feedback pode transformar as relações na sua empresa.
Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.