Qualidade de vida no trabalho

Ginástica laboral: minha empresa precisa? quais os tipos? [Guia completo + exemplos]

Daniela Haidar Chohfi -

A prática da ginástica laboral é muito popular nas empresas e existem diversos motivos para isso. 

Primeiramente, ela é uma das principais formas de as empresas zelarem pela saúde e segurança no trabalho, mantendo hábitos saudáveis entre a equipe.

Porém, com um assunto tão amplo, restam diversas dúvidas, principalmente para profissionais de psicologia organizacional e líderes. Assim, construímos este guia completo para que você saiba tudo sobre o assunto, como:

  • O que é ginástica laboral;
  • Qual seu objetivo;
  • Tipos de ginástica laboral;
  • Se existe um momento ideal para fazer ginástica laboral;
  • Se é obrigatório ter na empresa;
  • Qual sua importância e benefícios;
  • Todos podem realizar?;
  • Exemplos de exercícios, e mais.

Vamos lá, boa leitura!

O que é ginástica laboral?

A ginástica laboral se refere a uma série de atividades físicas que podem ser feitas no ambiente de trabalho com o objetivo de preservar a saúde e motivar o trabalhador no dia a dia.

Isso porque, estima-se que passamos cerca de 1/3 do nosso dia e, portanto do nosso tempo, na empresa. Portanto, é essencial garantir práticas, como a ginástica laboral, para manter hábitos saudáveis e aumentar a qualidade de vida no trabalho.

Assim, a ginástica laboral é uma das práticas, ao ajudar a diminuir alguns riscos ambientais do trabalho

Por mais adaptada e confortável que a empresa e os postos de trabalho sejam, passar cerca de oito horas desempenhando a mesma função (ou várias delas), pode não fazer muito bem ao corpo a longo prazo e, assim, gerar uma série de doenças que podem evoluir para casos mais sérios.

Por exemplo, vamos imaginar que um colaborador passa o dia inteiro olhando para o computador e movimentando bastante o pulso para usar o mouse ou digitar. Com o tempo, é possível que ela tenha alguma tendinite ou outro problema permanente.

O mesmo risco acontece para aqueles que passam muito tempo sentados, contribuindo para problemas posturais e na coluna. Sem contar que isso é ainda mais grave se as pessoas já tiverem hábitos sedentários no dia a dia, que podem contribuir com a diminuição da performance e com o surgimento de diversas doenças.

Por isso, a ginástica laboral é composta de exercícios simples, que podem ser realizados no próprio ambiente de trabalho em poucos minutos, com o objetivo de fortalecer a saúde do time.

Leia também: Feedback positivo: o que é, como fazer, exemplos e 4 técnicas para aplicar!

Como surgiu a ginástica laboral?

Os primeiros sinais da prática de exercícios no local de trabalho vieram da Polônia, em 1925 com o nome “Ginástica de Pausa”. 

Assim, a ginástica laboral foi criada como uma prática preventiva, que evoluiu ao longo dos anos, com o objetivo de prevenir lesões causadas por movimentos repetitivos ou excesso de esforço dos colaboradores.

Qual o objetivo da ginástica laboral?

Geralmente, a ginástica laboral é praticada como uma maneira de melhorar a saúde física dos colaboradores e prevenir lesões.

Porém, atualmente, seus objetivos também variam de acordo com seus diversos tipos, sendo adaptadas para cada ocasião. 

Tipos de ginástica laboral

Os tipos de ginástica laboral também estão relacionados ao momento e finalidade com que são aplicados. Assim, o uso de cada um é determinado pelos propósitos da empresa e necessidades dos colaboradores.

Alguns exemplos são:

  • Ginástica laboral preparatória;
  • Ginástica laboral compensatória;
  • Ginástica laboral preventiva;
  • Ginástica laboral de relaxamento.

1 – Ginástica laboral preparatória

Como o próprio nome diz, o objetivo desse tipo de exercício é preparar a equipe para o expediente de trabalho, sendo realizada logo no início do dia.

Dessa forma, seu foco é nos membros e músculos que mais serão utilizados durante o dia, promovendo o alongamento e favorecendo a circulação sanguínea dos mesmos.

Alguns focos desse tipo de ginástica podem ser:

  • Pulsos;
  • Articulações;
  • Costas;
  • Braços.

2 – Ginástica laboral compensatória

A ginástica laboral compensatória serve para ajudar o colaborador a se manter ativo e menos monótono durante o dia. Por isso, são feitas pausas programadas durante o expediente para que ele possa se alongar, ajustar a postura e movimentar o corpo, por exemplo.

Dessa forma, é possível evitar lesões por repetição ou outros problemas.

3 – Ginástica laboral preventiva

Através de exercícios aeróbicos (caminhada, dança, corrida) e anaeróbicos (musculação, calistenia, pilates), a ginástica laboral preventiva foca na resistência cardiovascular e respiratória.

Ela pode ser promovida na empresa através de ações específicas ou pelo incentivo e oferecimento de benefícios focados na saúde física do time.

4 – Ginástica laboral de relaxamento

Esse tipo de ginástica laboral ajuda a diminuir o estresse no trabalho e promove um momento de relaxamento durante os afazeres do dia a dia, contribuindo positivamente com a saúde mental e física.

Ela pode ser feita em diversos momentos do dia a dia, sendo mais comum no final do expediente. Sua execução inclui exercícios como controle da respiração, meditação e alongamentos. 

Leia também: O que é ansiedade? Quais as causas? Quais os sintomas?

Qual o melhor momento para fazer ginástica laboral?

O melhor momento para fazer a ginástica laboral depende dos objetivos de quem a está praticando. Para isso, quem pode ajudar a determinar a necessidade de desses exercícios no dia a dia é um médico, fisioterapeuta ou orientador físico.

A ginástica laboral é obrigatória nas empresas?

Por enquanto, não existem leis que obriguem o exercício da ginástica laboral nas empresas. Porém, existem alguns projetos de lei que foram feitos nesse sentido, e espera-se que sejam aprovados em breve.

Inclusive, estes reforçam a importância da ginástica laboral em algumas funções específicas, como o telemarketing, ressaltando seus benefícios.

Portanto, atualmente cabe à empresa analisar a necessidade dessa prática entre seus colaboradores. Sua frequência e tipos escolhidos também ficam a cargo da organização.

Leia também: O que é CIPA: entenda qual sua importância, se é obrigatório e como funciona!

O colaborador deve fazer a ginástica laboral dentro do expediente?

Como se destina a aliviar ou prevenir lesões relacionadas ao exercício da função, a ginástica laboral é praticada dentro da empresa, geralmente no próprio posto de trabalho ou em algum espaço designado.

Qual a importância da saúde física no ambiente de trabalho? 

A saúde física é um dos pilares do bem-estar e, sem ela, é difícil ter qualidade de vida, o que também abre porta para diversos transtornos e doenças ocupacionais.

Porém, quando a empresa apoia a saúde integral do colaborador, ela vai além do âmbito físico, como mostra um estudo da Universidade de Oxford. Segundo a pesquisa, trabalhadores felizes e satisfeitos são 13% mais produtivos.

Isso porque, só é possível ter produtividade ao ter uma boa performance, o que depende da condição física e mental dos colaboradores. Por isso, é necessário que os colaboradores desenvolvam bons hábitos, que influenciam a qualidade de vida deles dentro e fora da empresa.

Assim, é possível ter mais felicidade em diversos pontos do dia a dia, construindo uma rotina equilibrada entre o lado pessoal e o profissional, o que ajuda, inclusive, a diminuir casos de Síndrome de Burnout, afastamentos e outros problemas, por exemplo.

Em seu canal, Drauzio Varella explica mais sobre a importância da atividade física no dia a dia. Confira:

Falta de ginástica laboral pode gerar afastamento?

A prática da ginástica laboral é uma das práticas que pode contribuir para a diminuição do número de afastamentos do trabalho em uma organização.

Porém, para ser efetiva, ela deve estar aliada a outras práticas saudáveis e ao bem-estar no trabalho. Como em todos os aspectos relacionados à saúde, dificilmente encontra-se uma só solução. 

Portanto, somente essa prática não é capaz de garantir uma equipe saudável, mas ainda é uma ótima ação a ser implementada.

Quais os benefícios da ginástica laboral?

A boa performance no trabalho está diretamente relacionada a pontos como os defendidos pela Teoria dos Dois Fatores. Portanto, ela é definida por questões pessoais, mas também pelas circunstâncias do ambiente de trabalho.

A ginástica laboral ajuda as empresas a reforçarem pontos da sua cultura organizacional.

Além disso, ao fortalecer a saúde física dos colaboradores, ela também ajuda a:

  • Aumentar a produtividade;
  • Melhorar a saúde física e psicológica dos colaboradores;
  • Colaborar com o engajamento;
  • Aumentar a satisfação no trabalho;
  • Melhorar a postura;
  • Prevenir lesões como LER, DORT e outras doenças ocupacionais;
  • Diminuir a tensão no dia a dia;
  • Reduzir a sensação de fadiga.

Quem pode aplicar a ginástica laboral?

A ginástica laboral deve ser aplicada por fisioterapeutas ou educadores físicos licenciados. Esses profissionais podem auxiliar os colaboradores a executarem os exercícios da melhor forma, garantindo bons resultados.

Exercícios de ginástica laboral

Os exercícios de ginástica laboral geralmente são leves e podem ser feitos em cerca de 10 minutos. Para você entender melhor como são, separamos alguns dos exemplos mais comuns.

Ainda, ressaltamos que qualquer prática de exercícios físicos deve ser acompanhada por um profissional da área.

Movimentação e alongamento do pescoço

Esse exercício ajuda a aliviar a tensão muscular do pescoço, principalmente se influenciada por posturas inadequadas.

Como fazer: sentado, com a coluna reta, ou em pé e com os ombros relaxados, coloque a palma da mão em cima da cabeça e puxe a cabeça de forma suave para um lado. Segure por 15 segundos e repita do outro lado.

A seguir, apoie as mãos na nuca e gentilmente impulsione a cabeça para baixo, fazendo o queixo tocar o peito. Segure por 20 segundos. Por fim, com as palmas das mãos unidas e os dedos alinhados, empurre o queixo para cima e segure por 20 segundos.

Alongamento da coluna 

Este é um ótimo exercício para compensar a coluna durante o dia, especialmente para quem trabalha muito tempo sentado.

Como fazer: em pé, use o encosto de uma cadeira ou uma parede para se apoiar. Alinhe os joelhos com a direção dos ombros e, lentamente, desça o tronco em direção ao chão, empurrando o quadril para trás.

Alongamento dos flexores e extensores do punho

Este exercício ajuda a fortalecer os músculos e ligamentos dos pulsos, prevenindo problemas como tendinites e aliviando dores.

Como fazer: estenda um dos braços à sua frente, com os dedos virados para cima. Com a outra mão, puxe os dedos do braço estendido gentilmente para trás, alongando a palma e o pulso. Segure por 15 segundos e repita com o outro braço.

Ainda com o braço estendido, vire a palma da mão para o chão, com os dedos apontados para baixo. Com a outra mão, empurre o dorso da mão para trás de maneira gentil, alongando o pulso. Repita do outro lado.

Respiração profunda

Esse exercício faz parte da ginástica laboral de relaxamento, contribuindo até mesmo com o equilíbrio e a saúde emocional no dia a dia, ao promover maior concentração.

Como fazer: sentado ou em pé, expire completamente pela boca, soltando todo o ar. Concentre-se no estômago e perceba como ele encolhe assim que você expira. Em seguida, inspire lentamente pelo nariz. Concentre-se em seu estômago expandindo assim que inspirar. Repita pelo menos quatro vezes.

Leia também: Segurança psicológica: o que é, importância e como aplicar

Conte com a orienteme para potencializar a saúde da sua empresa

A saúde mental no trabalho é composta por diversos fatores, mas principalmente pelo equilíbrio emocional, nutricional e físico. Por isso, uma das principais ações que a sua empresa pode fazer para potencializar o time é oferecer possibilidades de evolução nesse sentido. 

Afinal, uma equipe desequilibrada não consegue dar o seu melhor, o que afeta diretamente os resultados de toda a empresa e os principais indicadores de RH.

A orienteme é a opção ideal para te ajudar nesta tarefa. Somos uma plataforma que conecta colaboradores a uma vida mais saudável por meio de psicoterapia, orientação nutricional e orientação física, porque a saúde é composta por um olhar holístico.

Ao contratar a plataforma para sua empresa, os trabalhadores ganham acesso a profissionais de psicologia, nutrição e orientação física com certificação e experiência, além de um mapeamento completo feito pelos indicadores estratégicos da orienteme, que identificam como está a situação atual da sua empresa. 

A equipe de RH tem o Portal Corporativo, um painel que permite acompanhar a evolução de diversos indicadores que ajudam a diminuir os níveis de absenteísmo, sinistralidade e aumentar a produtividade, entre outros!

A partir disso, você conta com a orienteme para conectar seus colaboradores com os melhores profissionais em cada caso a ser tratado, além de uma equipe pronta para te ajudar a entender os indicadores de saúde da sua empresa e promover ações assertivas.

Interessou-se pela nossa plataforma, mas quer conhecê-la melhor? Entre em contato com um de nossos consultores e entenda como podemos ajudar sua empresa e sua equipe!

Mais sobre Saúde Ocupacional

Importância de treinamentos sobre gerenciamento de estresse para equipes

Atuação estratégica do RH pode evitar transtornos mentais relacionados ao trabalho

Doenças mentais incapacitantes para o trabalho

E-BOOK GRATUITO

e-Book Segurança Psicológica: o guia completo para criar equipes inovadoras​